Data de publicação: 31/01/2024

Carta Circular do Presidente-geral

Conselho Geral Internacional

31 de janeiro de 2024

Prezados irmaos e amigos:

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

Apresentação:

Meus queridos confrades, consócias, aspirantes, funcionários de nossos escritórios e obras sociais, estimados colaboradores e voluntários:

Como sabem, em 9 de setembro de 2023, na Capela de São Vicente de Paulo, em Paris, tive a honra de ser empossado como o 17º Presidente-geral da Sociedade de São Vicente de Paulo pelo meu antecessor, nosso irmão Renato Lima de Oliveira. É uma grande responsabilidade e um desafio especial para mim personificar a unidade da Sociedade no mundo. Muito obrigado por sua confiança.

Do Conselho Geral, convido-os, juntos, a continuar a fortalecer os avanços em formação, juventude, comunicação, governança, relações institucionais e outros aspectos estratégicos desenvolvidos no mandato anterior.

Liderar em um espírito de serviço a Confederação, que, pela vontade do Senhor, está estabelecida em 155 países, cada um com sua própria cultura e particularidades, exige um esforço, não apenas do Presidente-geral, mas também de toda a estrutura e, em última análise, de todos os membros, a fim de manter nossa unidade e sermos reconhecidos como uma comunidade que é um sinal do amor de Cristo. Para fazer isso, precisamos sentir essa unidade, a de fazer parte de uma única Conferência de amigos, que se estende por todo o mundo.

Identidade da comunidade:

As Conferências nasceram com um forte senso de comunidade, de comunidade universal, e permaneceram assim por 190 anos, longe do conceito moderno de universalidade, individualista e abstrato, reduzido a relações econômicas ou técnicas.

O princípio de nossas Conferências é a amizade, e o duplo propósito para o qual elas foram fundadas é ser útil a nossos irmãos e a nós mesmos. Depois do ato de fé, veio o ato de caridade, mas, como Ozanam escreve: “a caridade deve ser um meio, não o fim de nossa associação, que é, antes, difundir o espírito do cristianismo, que é o espírito do Amor”.

A partir desse sentimento, o lema de minha presidência foi extraído de uma carta de Ozanam de Pisa, em 1853, quando ele já estava mortalmente ferido: “Mesmo que falem línguas diferentes, suas mãos sempre se encontram com tanta cordialidade fraterna que eles poderiam muito bem nos reconhecer pelo mesmo sinal com o qual reconheceram os primeiros cristãos: Vejam como eles se amam.

Às vezes, estamos ocupados com os assuntos da Conferência e tendemos a nos secularizar, a nos medir pelos quilos de comida ou roupas que doamos e não tanto pela assistência espiritual que damos às pessoas que sofrem. Como nosso fundador na Espanha, o agora Venerável Santiago de Masarnau, que conheceu Frederico Ozanam em Paris, costumava dizer: “Se nos medirmos apenas por isso, as Conferências desaparecerão, não aos olhos dos homens, mas aos olhos de Deus”.

Programa presidencial:

Para que essa missão vicentina dê maior significado à nossa vida, e com a aprovação do Conselho Geral, encomendei aos conselheiros religiosos do Conselho Geral, Padre José Francisco Orozco CM e Padre Andrés Motto CM, um programa intitulado: “Crescendo juntos na fé”. A Formação Permanente Vicentina é de fundamental importância na vida das Conferências.

Além disso, gostaria de destacar algumas das prioridades estratégicas deste mandato presidencial – o programa completo, para mais detalhes, está em nosso site corporativo – que estão enraizadas em nossa Regra, que sustenta nossa unidade e amizade:

    – Instituir uma vez por ano um Encontro Vicentino Internacional em uma cidade relevante de cada continente, um evento de repercussão mundial, a fim de tornar nossa instituição e sua ação social mais conhecidas. Um evento internacional anual, por meio da arte e da cultura como linguagem universal, para dar maior visibilidade a tudo o que fazemos e para nos destacar como fiéis transmissores da Palavra de Deus. Uma iniciativa ratificada pelo Conselho Geral que deve contar com o apoio e a ajuda dos Conselhos Nacionais.

    – Fortalecer e aumentar nosso apoio a projetos internacionais de Ajudas Fraternas e solidariedade é uma solicitação que está sempre presente em todas as reuniões. Nessa linha, do Conselho Geral, estamos estudando como podemos implementar ou participar de projetos alinhados com a encíclica Laudato Si’. A iniciativa é tentar contribuir para resolver as consequências dramáticas da degradação ambiental na vida das pessoas mais pobres do mundo.

   – Incentivar a presença de jovens em eventos e atividades locais e internacionais, pois nossos jovens são os sucessores naturais das Conferências. Por isso, é necessário manter e fortalecer a coleta anual para financiar suas atividades.

     – Revisar o Relatório Anual do Conselho Geral Internacional, para agregar, para fins informativos, as Contas Anuais de todos os Conselhos Nacionais, a fim de demonstrar o impacto global que a SSVP representa no mundo, aumentar sua credibilidade e pedir mais apoio. Espero que todos apoiem com entusiasmo essa iniciativa, aprovada pelo Conselho Geral, e tragam suas Contas Anuais do último ano de 2023 (somente Receitas e Despesas, tanto para os Conselhos Nacionais quanto para os Conselhos Superiores, bem como para as obras sociais em que a SSVP está envolvida) para o escritório de Paris, antes de 18 de março de 2024, a fim de consolidá-las somente para fins informativos. Se o seu exercício financeiro não coincidir com o ano civil, você poderá extrapolar os dados.

   – Estudar novas formas criativas de financiamento, para que os Conselhos e Conferências abordem os tipos de pobreza em constante mudança que enfrentamos em nossos países, bem como a busca e o levantamento de recursos para financiar essas iniciativas. A partir da equipe que forma a Comissão Internacional de Ajuda para o Desenvolvimento (CIAD), lideraremos essa iniciativa.

   – Por fim, e como prioridade para melhorar a governança, a transparência e a unidade da SSVP, estabeleci uma terceira vice-presidência adjunta, com a concordância do Conselho Geral, para organizar uma equipe para revisar e, se necessário, fazer propostas para alterar os estatutos internacionais.

Além disso, de 8 de fevereiro a 8 de dezembro de 2024, o Ano Internacional será dedicado ao Venerável Jean-Leon Le Prevost (1803-1874).  Foi Le Prevost quem pediu, na reunião de 4 de fevereiro de 1834, que a Conferência da Caridade fosse colocada sob o patrocínio de São Vicente de Paulo e celebrasse sua festa, e que cada sessão começasse e terminasse com uma oração. Ozanam, por sua vez, solicitou que a Conferência se colocasse sob a proteção da Virgem Maria e celebrasse a festa da Imaculada Conceição em 8 de dezembro. Desde então, a Sociedade de São Vicente de Paulo tem mantido dois patronatos, o da Imaculada Conceição e o de São Vicente de Paulo.

A comunidade como o caminho para a santidade:

As Conferências, desde o início, mostram uma ação social comprometida e enraizada no Evangelho.  Agora, mais do que nunca, e em vista da santificação de Frederico Ozanam, precisamos de um compromisso maior para fortalecer nossas ações sociais, não apenas para conhecer os frutos imediatos de nossa ajuda para aliviar as necessidades materiais e espirituais, mas também para despertar a consciência social de muitos.

Será por meio de nosso exemplo de unidade, de amor mútuo, com um maior senso de comunidade, quando essa alegria contagiante, esse compromisso cristão, será manifestado aos outros, com o qual vamos estimular e promover um crescimento saudável das Conferências de São Vicente de Paulo.

O Conselho Geral está aberto a todas as ideias e propostas para implementar e aprimorar esse programa. É na comunidade que nos desenvolvemos, oramos juntos, crescemos na fé e amadurecemos como pessoas.

Por isso, peço sua participação, contribuindo com iniciativas, enviando crônicas, fotos e notícias de tudo o que fazem, para a comunicação internacional, para despertar consciências com nosso exemplo e para nos destacarmos como mensageiros da palavra de Deus.

Agradecimentos:
Por fim, gostaria, em primeiro lugar, de fazer um agradecimento especial ao nosso presidente-geral que está deixando o cargo, Renato Lima, por sua generosa dedicação e devoção, e a todos os membros que compunham a equipe anterior, por tudo de positivo que contribuíram para nós. Também gostaria de agradecer aos novos membros que se juntaram à nova equipe e que aceitaram essa posição de serviço, bem como a todos os membros e voluntários em geral, por seu trabalho altruísta, sempre reconhecido aos olhos de Deus.

Obrigado também a todos os funcionários, benfeitores e amigos da Sociedade de São Vicente de Paulo por seu apoio a uma sociedade socialmente mais justa. Agradecemos à Congregação da Missão, às Filhas da Caridade e a todos os ramos da Família Vicentina, com os quais colaboramos para nos esforçarmos para tornar o mundo um lugar melhor, no espírito dos ensinamentos de São Vicente de Paulo, nosso santo padroeiro.

Também gostaria de fazer uma menção especial de agradecimento aos cônjuges e parentes dos membros de todo o mundo, que pacientemente suportam as ausências e, às vezes, também sofrem mudanças nos planos familiares por causa de uma designação de serviço.

Neste ano de 2024 que está começando, imploro à Virgem Milagrosa que proteja a Sociedade de São Vicente de Paulo, a Família Vicentina, nós, nossas famílias e as pessoas que acolhemos em necessidade.

Receba um abraço fraterno em São Vicente de Paulo e no Beato Frederico Ozanam.

Juan Manuel B. Gómez

XVII Presidente-geral

Clique aqui para baixar a Carta Circular em PDF