Data de publicação: 22/03/2023

Aleppo, uma cidade martirizada, recebe um sopro de esperança          

Notícias do mundo

Em 6 de fevereiro de 2023, às 3h20 da manhã, um terrível terremoto devastou a cidade de Aleppo, sob chuvas torrenciais e ventos gelados. As pessoas deitavam-se sob escombros ou nas ruas sem abrigo. Os gritos, clamores e gemidos das crianças rasgaram o silêncio da noite. O cheiro da morte emanava das casas destruídas. As pessoas choravam ou corriam ao longo das calçadas em busca de seus parentes perdidos sob os escombros. Aleppo se tornou uma cidade morta em 40 segundos.

O Presidente-geral Internacional, Renato Lima de Oliveira, ao receber a má notícia, entrou em contato comigo de manhã cedo para perguntar sobre os membros da SSVP, suas famílias e o lar de idosos, e pediu a todos os vicentinos ao redor do mundo que os apoiassem e rezassem por eles. 

 Impulsionado por um senso de empatia e consciente do papel crucial da SSVP neste momento de crise, o Presidente da SSVP Aleppo, Joseph Ahmar Dakno, lançou rapidamente esta mensagem: 

“Minhas irmãs e irmãos vicentinos em Aleppo”, 

Agradecemos a Deus por sua graça e misericórdia, por nossa sobrevivência a esta catástrofe natural que atingiu Aleppo. 

Neste momento, estamos vivendo os efeitos catastróficos de um fenômeno geológico devastador. Algumas pessoas perderam seus entes queridos; que eles estejam nos braços celestiais. Outras perderam suas casas, seus bens, seus carros, seus negócios….

Hoje, nós, como líderes, estamos mobilizados para confortar os aflitos: esta é nossa missão e é a vontade do fundador da Sociedade, o Beato Frederico Ozanam, que nunca deixou de repetir que “os pobres são nossos senhores, e nós somos seus servos”. 

Apelamos a todos os parceiros para fornecer ajuda e socorro a todas as vítimas do terremoto.

Imediatamente, todos os colaboradores e voluntários partiram para o serviço, atravessando estradas bloqueadas por escombros e edifícios destruídos para ajudar as vítimas. Uma unidade de crise foi criada e um grupo de jovens vicentinos percorreu as ruas, fornecendo alimentos, primeiros socorros e sendo sensíveis à realidade de crianças, adultos e famílias em abrigos, tendas e até mesmo nas ruas.

Crianças aterrorizadas e traumatizadas pelo terremoto foram cuidadas por grupos de vicentinos que organizaram sessões de dança, canções e distribuíram lápis de cera e blocos de desenho. Também lhes foi servido um pequeno lanche. 

Estou certo de que Frederico Ozanam teria ficado encantado em ver esses vicentinos “abraçando o mundo em uma rede de caridade”. A solidariedade de todos os nossos confrades e consócias foi notável e muito útil neste momento desastroso. Foram enviados fundos do Conselho Geral Internacional, Líbano, Jordânia, Terra Santa e, em breve, da França. 

Apesar dos repetidos terremotos que continuam a atingir Aleppo e da situação de perigo geral, decidi visitar meus irmãos em Aleppo e levar-lhes uma mensagem de amor internacional. 

Minha visita foi um grande apoio moral e conforto.

Ella Bitar

Vice-Presidente Territorial Internacional para o Oriente Médio e Norte da África

Ver vídeo