Visitas

Buscar os mais pobres dos pobres, onde quer que eles vivam

Quando a Sociedade de São Vicente de Paulo foi fundada há quase dois séculos, sua ação se baseava em visitar as pessoas em suas casas. Para Ozanam e seus colegas, esse trabalho envolveu a busca de pessoas pobres que moravam nas favelas de Paris no século XIX, estabelecendo relações humanas e fraternas com essas pessoas e aliviando o seu sofrimento.
Em nossos dias, a visita às casas das pessoas está mais do que nunca no centro da ação da SSVP, embora a noção de ‘casa’ tenha se ampliado devido às profundas mudanças na sociedade e ao surgimento de novas formas de pobreza. Desta forma, os voluntários da SSVP visitam as pessoas não somente em suas casas, mas também nas ruas, em prisões, hospitais, hospícios, orfanatos, acampamentos, centros de acolhimento, etc.
Uma das marcas da SSVP é a ação local realizada por voluntários que moram na mesma região. A Sociedade de São Vicente de Paulo não envia funcionários para outras regiões; por isso conta com uma rede internacional de voluntários. Esses voluntários atuam localmente e atendem às necessidades locais no ambiente que conhecem muito bem. Por isso, a ação da SSVP em todo o mundo é muito diversificada, com iniciativas nas áreas de saúde, agricultura, educação, moradia, capacitação profissional, assistência a idosos, deficientes, solitários e excluídos, etc. Graças às doações, a SSVP dispõe de recursos para prestar socorro emergencial e ajuda a vítimas de desastres naturais e humanitários e financiar projetos de desenvolvimento.

Compartilhar