MENSAGEM ESPECIAL DO 16º PRESIDENTE GERAL INTERNACIONAL PARA O 3º DIA MUNDIAL DOS POBRES – 2019

Data de publicação: 8 Novembro 2019

MENSAGEM ESPECIAL DO 16º PRESIDENTE GERAL INTERNACIONAL DA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO, NOSSO CONFRADE RENATO LIMA DE OLIVEIRA, PARA O 3º DIA MUNDIAL DOS POBRES – 2019 

No próximo dia 17 de novembro de 2019 (33º Domingo do Tempo Comum), a Igreja nos convida a refletir sobre o DIA MUNDIAL DOS POBRES. Neste sentido, o Conselho Geral Internacional da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), na pessoa do 16º Presidente Geral, nosso confrade Renato Lima de Oliveira, convida a todos os seus membros, presentes nas Conferências Vicentinas em todo o planeta, a meditarem sobre esta verdade profunda que move o nosso carisma. 

Na mensagem do Sumo Pontífice deste ano, a palavra “pobre” é mencionada 64 vezes. Nela, o Papa faz uma comparação entre a situação do pobre no Antigo Testamento e a realidade atual, constatando que pouco mudou. “Passam os séculos, mas permanece imutável a condição de ricos e pobres, como se a experiência da história não ensinasse nada. Assim, as palavras do salmista não dizem respeito ao passado, mas ao nosso presente submetido ao juízo de Deus”, destacou o papa.

O Papa Francisco também menciona as “muitas formas de novas escravidões a que estão submetidos milhões de homens, mulheres, jovens e crianças”, que também são alvo da assistência vicentina, como as famílias obrigadas a deixarem as suas terras; os órfãos que perderam os pais; os jovens em busca da realização profissional; as vítimas de tantas formas de violência, como a prostituição e a droga; sem esquecer os milhões de migrantes. O papa fala ainda das periferias de nossas cidades, repletas de pessoas que vagueiam pelas ruas, em busca de alimento. 

“Tendo-se tornado, eles próprios, parte de uma lixeira humana, são tratados como lixo, sem que isto provoque qualquer sentido de culpa em quantos são cúmplices deste escândalo. Aos pobres, frequentemente considerados parasitas da sociedade, não se lhes perdoa sequer a sua pobreza. A condenação está sempre pronta. Não se podem permitir sequer o medo ou o desânimo: simplesmente porque pobres, serão tidos por ameaçadores ou incapazes”, lamentou. “A desigualdade gerou um grupo considerável de indigentes, cuja condição aparecia ainda mais dramática quando comparada com a riqueza alcançada por poucos privilegiados”, destacou.

Francisco recorda que a promoção dos pobres, mesmo social, não é um compromisso extrínseco ao anúncio do Evangelho; pelo contrário, essa promoção manifesta o realismo da fé cristã e a sua validade histórica.  Em sua Mensagem, o Pontífice não se esquece de enaltecer o trabalho de inúmeros voluntários pelo mundo, mas recorda que os pobres não precisam somente de uma “sopa quente ou de um sanduíche”. “Precisam das nossas mãos para se reerguer, dos nossos corações para sentir de novo o calor do afeto, da nossa presença para superar a solidão. Precisam simplesmente de amor”, defendeu o Papa.

Como percebemos ao ler a Mensagem Papal, o convite da Igreja não se limita à reflexão sobre o tema, mas sobretudo nos motiva à necessidade de gestos concretos que possam ajudar os pobres a deixarem a sua condição de pobreza material, espiritual, emocional e psicológica.

A Sociedade de São Vicente de Paulo, atuando há mais de 186 anos na promoção dos necessitados, também contribui com a reflexão sobre o tema, ao denunciar as situações de exclusão, de vulnerabilidade social e de abandono dos mais pobres, servindo na esperança, sobretudo com relação às novas formas de pobreza. Nossos sete fundadores, como homens de extrema fé e defensores da Doutrina Social da Igreja, assim nos motivaram, sempre atuando sob a inspiração do Evangelho, iluminados pelo clamor de Deus em favor dos mais necessitados. 

Como instituição leiga no seio da Igreja, nossos esforços devem estar focados na temática da pobreza e da santificação pessoal. Em nossa dimensão espiritual, movidos pela oração e pela Eucaristia, buscamos mais forças para demonstrar nossa fé, nosso amor e nossa ação. Agimos segundo a vontade de Deus que sempre escuta, intervém, protege, defende, resgata e salva os pobres. 

O Conselho Geral Internacional convida a todos os confrades e consócias da Sociedade de São Vicente de Paulo a olharem os pobres “com os olhos de Deus”, que são os olhos da compaixão, da misericórdia e do amor incondicional. É necessário intensificar a ação – efetiva e afetiva – das nossas Conferências Vicentinas e das obras assistenciais perante os mais carentes deste mundo, fortalecendo a “rede de caridade” com mais serviços e eficiência no combate ao surgimento de novas formas de pobreza. Como membros das Conferências Vicentinas, possamos ser verdadeiros embaixadores do Senhor junto aos mais pobres, assegurando que “Deus não é indiferente aos pobres!”.

Quero, ainda, anunciar, que a partir de 2020, a SSVP se engajará mais fortemente na celebração do DIA MUNDIAL DOS POBRES (maiores detalhes serão divulgados oportunamente). De imediato, pedimos que todas as Conferências Vicentinas pelo mundo incluam, no rol das intenções da comunidade, na santa missa do dia 17 de novembro de 2019, a seguinte petição (com adaptações, se houver necessidade): 

“Pelos pobres do mundo inteiro, especialmente por aqueles que são assistidos pelos Vicentinos da nossa paróquia. Que neste DIA MUNDIAL DOS POBRES, eles possam ter a coragem e a fé para superarem as adversidades da vida ao encontrar forças em Cristo Jesus, cuja esperança no Senhor jamais se frustrará. Roguemos ao Senhor”.

Recomendamos também que, na semana compreendida entre 17 a 23 de novembro de 2019, como leitura espiritual durante as reuniões das Conferências Vicentinas, a Mensagem do Papa Francisco para o 3º Dia Mundial dos Pobres seja lida, meditada e debatida. Boa leitura!

Renato Lima de Oliveira

16º Presidente Geral

 

Compartilhar

Nos actions dans le monde

Une action de proximité, menée par des bénévoles qui œuvrent auprès des plus démunis dans leur communauté.

En savoir plus

Près de chez vous

La Société de Saint-Vincent-de-Paul compte 153 implantations à travers le monde. Localisez l’antenne la plus proche de chez vous et découvrez les actions que la SSVP mène dans votre région :

En savoir plus